MEDITAÇÃO, muito mais que só o “ommm”

Image module

Não adianta ter o corpo perfeito, se estamos ligados 100% em redes sociais e nos comparando com os outros. Mais comum do que nunca, doenças como depressão e ansiedade tem suas prevalências cada vez maiores.

Como os psiquiatras mesmo falam, não é so com o remédio que se trata de doenças mentais, a terapia também tem seu papel. Mas se pararmos para pensar, e a meditação? Recentemente um estudo publicado no Lancet, comparou a meditação mindful com a terapia tradicional, mostrou que sim ambos tem eficácia para o tratamento de doenças mentais leves em estudantes da universidade de Cambridge.

Técnicas de meditação existem várias, recitando mantras, respiração, até algumas em movimento (como alguns esportes), não existe uma melhor que a oura, existe a que você se adequa. A meditação é o seu momento de voltar para você, no qual você e sua respiração são o centro da atenção. Comprovação cientifica é o que não falta, uma tendência nos estudos é o uso de meditação para controle de peso e obesidade, e os resultados são promissores. Ainda não existe um estudo “duplo-cego” randomizado comprovando, mas sim, temos uma tendencia de eficiência.

Não tenha preconceito de tentar meditar, acorde, respire, reze, tenha fé. Fácil, não é, para ninguém. Mas, eu garanto à vocês, faz diferença. Acordou atrasado, faça 10 minutos de meditação. Quer checar as redes sociais à noite, medite. Desligue o celular, respire! Serão seus 10, 20 minutos diários que trarão 10 anos a mais de felicidade.

Confio em vocês, afinal,

NÃO EXISTE CORPO B!

Dra. Delane Wajman
Dra. Delane Wajman

Endocrinologista e Clínica Médica pela Santa Casa de São Paulo | CRM 170692 |